Edifício New Office | Rua José Bianchi 555 | Sala 815 | Bairro Nova Ribeirânia CEP: 14096-730 | Ribeirão Preto SP
(16) 3911-7606 contato@avirrp.com.br

9 erros que todos nós cometemos ao fazer as malas (e como evitá-los)

Não adianta. Não tem quem me convença do contrário. Fazer mala é, de longe, a coisa mais chata de viaja

Tá, você pode argumentar que a parte de ficar horas sentado numa poltrona porcaria na econômica também é chata e que o processo de check-in/raio-x/imigração nos aeroportos também não é dos mais prazerosos. Mas fazer mala pra mim é insuperável.

Ok, eu sei que são #ProblemasDePrimeiroMundo, mas se pudesse juro que pagava alguém pra fazer isso por mim toda vez que viajo.

Por mais que eu tente encarar o ato de fazer mala como o início da viagem e pense no objetivo maior, que é a viagem em si, fico de mau humor só de pensar no trabalho que dá fazer uma boa mala.

Confesso que 98% das vezes acabo deixando a tarefa pra última hora e, como não poderia ser diferente, acabo cometendo um monte de erros que só me dou conta quando chego ao meu destino. Mas afinal de contas, #QuemNunca ?

De tanto errar ao fazer minhas malas já virei uma expert no assunto, o que nem de longe significa que eu não erre mais. Se você quer evitar seguir meus passos nas suas viagens, dê uma olhada nos erros mais comuns que cometemos e fique atento para não cometê-los das próximas vezes que for arrumar mala 😉

 

1. Não checar o tempo

Erro básico número um e super fácil de evitar, já que todo mundo hoje tem um celular com previsão do tempo para dar uma conferida antes de começar a arrumar a mala. Ninguém merece passar frio nas férias ou ter que perder tempo indo numa loja para comprar uma blusinha mais leve porque só levou coisas de inverno na mala. Gaste cinco minutos antes de separar suas roupas para conferir a previsão do tempo em seu destino. E nunca deixe de levar uma roupa de banho e um casaco leve, pois nunca se sabe o que nos espera! Ah, uma capa de chuva também sempre vai bem 😉

 

2. Não guardar direito os líquidos

Quem nunca abriu a mala e encontrou shampoo (condicionador, hidratante, perfume ou qualquer outro líquido) espalhado por roupas e sapatos? Dá vontade de chorar, né? Outro erro super comum, mas super fácil de ser evitado. Depois de perder litros de shampoos e afins e horas limpando minhas tralhas depois de vários acidentes, hoje em dia não fecho mais uma mala sem ter certeza que todos os meus líquidos estão no mínimo dentro de um saco plástico. Há várias coisas que você pode fazer: colocar em saquinhos, usar recipientes que não abrem/vazam, colocar filme plástico nas embalagens… não tenha preguiça na hora de fazer as malas porque o trabalho depois será pior!

 

3. Exagerar na quantidade de sapatos

A não ser que você vá a um evento especial ou seja um (a) total fashionista não há necessidade de levar mais de três pares de sapato na sua mala. Um confortável para caminhar, um mais arrumadinho para sair e uma sandália ou chinelo. Além de serem pesados, os sapatos ocupam muito espaço dentro da mala e, muitas vezes, acabam nem saindo de dentro da mala. Escolha as roupas que vai levar e só depois separe os sapatos que combinem com elas.

 

4. Levar coisas que nunca usou

Você comprou aquele sapatinho novo super lindo e que vai ficar uma graça com suas roupas durante a viagem. Mas se nunca usou o dito cujo a não ser na hora de experimentar na loja, não leve! A chance de ele ficar super desconfortável e causar bolhas e afins é enorme. E ninguém quer ficar com o pé machucado durante uma viagem, né? O mesmo vale para peças de roupa mais sofisticadas ou com tecidos diferentes. Se for uma camiseta, ok, mas se for um vestido de festa melhor usar antes, nem que seja em casa.

 

5. Levar coisas demais

Este talvez seja o erro mais difícil de ser evitado porque a gente sempre lembra daquela peça de roupa, daquele par de sapato que precisa levar. Mas verdade seja dita, não precisamos viajar preparados para todo tipo de situação. Se você vai acampar dificilmente vai precisar daquele vestido arrumadinho. Assim como se você vai viajar a trabalho talvez não precise levar seu “kit praia”. Uma regrinha básica boa de se seguir e levar sempre três blusas para cada calça/bermuda/saia. Outra boa dica é escolher cores neutras, que combinem entre si. E não esqueça que dá para sobrepor algumas peças também. E não esqueça de separar tudo que pretende levar antes para fazer as combinações e evitar excessos.

 

6. Não “economizar” nos recipientes

Ninguém precisa levar um shampoo e um condicionador de 400 ml para passar quatro dias em algum lugar. Também não precisa levar aquele sabonete líquido de 200 ml. Já pensou que somando tudo isso dá quase 1 kg a mais na mala sem necessidade? Ainda mais hoje em dia que as empresas aéreas estão cada vez mais rígidas quando se trata do peso das bagagens, melhor não dar bobeira. A dica é comprar aqueles recipientes menores para colocar apenas a quantidade que você usará durante a viagem. Na internet dá pra encontrar de todos os preços e modelos e muitas farmácias também vendem esses recipientes.

 

7. Não guardar as roupas corretamente

Nada de jogar tudo de qualquer jeito na mala. Espaço é um luxo pra quem viaja hoje em dia e qualquer cantinho da mala deve ser usado para não ter desperdícios e evitar ter que pagar por uma mala extra. Já fiz um post super detalhado com técnicas para arrumar mala direitinho, mas o melhor jeito para acomodar tudo é enrolar as peças de roupa. Vale também usar aqueles sacos à vácuo para tirar o volume de peças muito grandes, mas aí é preciso ficar de olho no peso final da mala. Coloque meias e outras peças de roupa menores dentro de sapatos e chapéus para otimizar o espaço.

 

8. Não escolher os tecidos certos

Ninguém precisa ser especialista em moda para saber que certos tecidos amassam mais do que outros. E ninguém quer perder tempo nas férias passando ferro pra não sair na rua parecendo que passou por um furacão, né? Na hora de escolher as roupas, evite tecidos como linho e outras fibras naturais que amassam com mais facilidade. Hoje em dia há uma gama enorme de tecidos que praticamente não amassam e facilitam a vida de qualquer viajante. Não esqueça também de adequar o tipo de tecido com o clima no seu destino. Ou seja, nada de roupas que não te deixam respirar se você vai para Dubai ou roupas “fresquinhas” se está indo para o Canadá no inverno.

 

9. Esperar até o último minuto

Faço o que eu digo, não faça o que eu faço, hahaha! Deixar para fazer as malas no último minuto é pedir para esquecer coisas, levar coisas demais ou cometer erros bobos que vão te dar dor de cabeça nas férias. O melhor é tentar fazer as malas na véspera da viagem, assim dá tempo de conferir com calma, lavar as roupas que você quer levar mas que são usadas no dia a dia e fazer uma última checagem antes de fechar as bagagens. Usar o último final de semana ou uma noite tranquila da semana para fazer a mala é uma boa opção, porque fazer na correria também nunca dá certo.

Fonte: Revista Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *